Livros de economia para grandes economistas. Venha conferir livros da economia brasileira e mundial. Algumas indicações para você!

 

Os Grandes Economistas: Como suas Ideias Podem nos Ajudar Hoje - Linda Yueh: A economista, professora e comentarista Linda Yueh é renomada internacionalmente por sua combinação de conhecimento e desenvoltura. Aqui ela explica quem foram os maiores economistas da história e suas ­ideias-chave, como nossas vidas ­foram ­influenciadas pelo pensa­mento deles e de que forma seus legados podem nos ajudar com os desafios que o mundo enfrenta hoje. À luz dos atuais problemas econômicos, em particular dos desafios do crescimento, a autora explora autores que vão de Adam Smith e David Ricardo a pensadores contemporâneos como Douglass North e Robert Solow. 

 

A Acumulação do Capital - Rosa Luxemburgo: Pode, o capital, acumular indefinidamente? A partir dessa inquietação clássica da Economia Política, a cientista, professora e militante marxista Rosa Luxemburgo se lançou a encontrar a resposta. Sua tese defende que, para haver expansão e acumulação, o capitalismo necessitou de seu braço político, o imperialismo. Em A acumulação do capital Rosa Luxemburgo descreve e formula as condições históricas e sociais que viabilizam a expansão e a acumulação do capital. Tomando por base o imperialismo – com suas políticas violentas, militarizadas, desagregadoras e exploratórias de povos e terras –, bem como o regime financeiro internacional – por meio de empréstimos e especulações –, Luxemburgo expõe a estrutura capitalista global de acumulação e crescimento

 

Povo, Poder e Lucro - Joseph E. Stiglitz: Em Povo, poder e lucro, o vencedor do Prêmio Nobel de Economia Joseph E. Stiglitz identifica quais são as verdadeiras fontes de riqueza e de aumento na qualidade de vida das pessoas, baseado em estudos e avanços nas áreas de ciência e tecnologia. E mostra que ataques ao Poder Judiciário, às universidades e à mídia são ameaças às mesmas instituições que desde sempre foram a base da economia e da democracia. Povo, poder e lucro mostra como a economia tende a favorecer os grandes empreendimentos, e como a atual situação é grave. Setores econômicos inteiros estão concentrados nas mãos de algumas poucas empresas, contribuindo para a disparada da desigualdade e para o lento crescimento econômico.

 

Curto-Circuito - O Vírus E A Volta Do Estado - Laura Carvalho: A Coleção 2020 foi criada e produzida durante a pandemia de Covid-19. Reúne autores e autoras que se dedicaram a refletir e a provocar o pensamento em livros breves, atuais e contundentes. -- A pandemia da Covid-19 trouxe consequências inéditas para a economia global. Ao contrário das crises de 1929 e 2008, o colapso econômico de 2020 não é uma crise originada no setor financeiro, mas consequência do contágio da economia real por uma crise de saúde pública. Em meio a queda histórica do PIB mundial, o debate econômico foi chacoalhado como em poucas ocasiões. Temas e questionamentos ao modo como o sistema capitalista tem sido administrado, presentes no debate desde a crise financeira global de 2008-2009, ganharam concretude trágica.

 

Capital e Ideologia - Thomas Piketty: Economista que revolucionou o debate sobre a concentração de riqueza no mundo discute o papel da ideologia na perpetuação da desigualdade social. Em O capital no século XXI, Thomas Piketty inflamou o debate em todo o mundo sobre a distribuição de renda e a desigualdade, o que alçou a obra ao status de importante referência da área de economia e uma das mais influentes da atualidade. A partir de discussões fomentadas em palestras, congressos e artigos, Piketty percebeu que uma questão lançada em seu best-seller precisava ser aprofundada: a forma como a ideologia agiu para justificar e perpetrar a desigualdade em todas as sociedades ao longo dos últimos séculos.

Confira também