ENQUANTO HOUVER CHAMPANHE, HA ESPERANCA
ENQUANTO HOUVER CHAMPANHE, HA ESPERANCA

ENQUANTO HOUVER CHAMPANHE, HA ESPERANCA

Marca: EDITORA INTRINSECA Referência: 9788551000151


Por:
R$ 69,90

ou 2x de R$ 34,95 Sem juros Cartão Amex - Yapay
 
Simulador de Frete
- Calcular frete
Por quase trinta anos, entre 1969 e 1997, a sociedade brasileira foi desnudada pela escrita espirituosa do jornalista Zózimo Barrozo do Amaral em sua coluna diária no Jornal do Brasil e depois em O Globo. Muito além dos registros sociais, ele oferecia um noticiário que flertava com a economia, a política e o esporte (sua paixão), em um estilo elegante e sem qualquer cerimônia.Fez muitos amigos, ganhou uns poucos desafetos e chegou a ser preso duas vezes durante o regime militar. Joaquim Ferreira dos Santos reconstitui toda a trajetória do colunista, desde sua infância, no bairro carioca do Jardim Botânico, passando por seu começo de carreira quase acidental no jornalismo, até conquistar uma coluna assinada no Jornal do Brasil, aos vinte e sete anos. Ao seguir a trilha aberta por pioneiros como Álvaro Americano, Jacinto de Thormes e Ibrahim Sued, ele fez escola.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
  • Ano de publicação: 2016
  • Idioma: Português
  • Peso: 950
  • Autor: Santos, Joaquim Ferreira dos
  • Edição: 1
  • Encadernação: Brochura
  • Origem: Nacional
  • Páginas: 672
  • Marca: EDITORA INTRINSECA

Confira também